Grey the Hunter

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Grey the Hunter

Mensagem  bensilva em Qua Nov 09, 2016 3:09 pm


Nome
GREY THE HUNTER (Grey o Caçador)

Tendência
Caótico

Origem
Criação Própria

Universo
Diablo Concetto

Terra, o planeta do universo de Diablo Concetto, é um mundo tomado por guerras entre anjos e demônios pelo fim da Barganha Diabólica. Os demônios do mundo trocam favores pela alma de humanos gananciosos há séculos e os anjos, treinando campeões para lutar por seu nome, estes portando armas espirituais chamadas de Pyusaiko. O Pyusaiko é a exteriorização da existência do usuário, espelhando todas as virtudes e medos do usuário.
Usuários de Pyusaiko tem seu potêncial físico aumentado pelo controle da arma, remetendo a um conhecimento e superação maior das barreiras do que é ser um simples humano.

Nesta guerra, um lado é comandado pelos Cachorros Arcanjos e seus anjos, guiando humanos bondosos e corajosos. Do outro, os Três Primordiais comandam demônios e humanos gananciosos contra os anjos enquanto aumentam a quantidade de almas em sua coleção para uma finalidade ainda desconhecida.

História


Capítulo 1: Nasce Grey

Grey é um Anti da cidade de Wolfrun, filho de um demônio da capital de Magento, Eden com uma humana. Joy, o pai de Grey, foi responsável pela morte por diversos grupos de caçadores em Eden e sua mãe, Ornella, esteve junto dele durante alguns anos. Segundo ela, Joy era pacífico e renega seu passado como comprador de almas mas era constantemente atormentado por grupos até que foi derrotado e morto por um homem chamado Kabbalah, um espadachim com poder inigualável do país do extremo leste, Himura.

Desde criança foi tratado como um monstro por ser um Anti: um filho de demônio com humano. Suas únicas companhias eram sua mãe Ornella e seu cachorro, Joy Jr.

Quando sua mãe faleceu com uma terrível doença pulmonar, Grey, na época com 12 anos, e Joy Jr decidiram vagar o mundo para longe de um lugar de onde soubessem de sua origem como Anti.


Nestas viagens encontraram Lúcifer, o único anjo gato do Ninho dos Anjos, que ofereceu a Grey o poder de libertar a humanidade dos demônios ao ver seu potencial. Ensinou a Grey como libertar seu Pyusaiko, que se manifestou como uma enorme katana desengonçada, com um bloco de concreto de um metro e meio no lugar de uma lâmina.


Capítulo 2: Busca pelo poder real

Grey teve sorte de se mantér vivo. Alguns encontros quase mortais para ele no caminho depois, ele encontrou seu segundo destino. A cidade de Ofelia, no distante e gélido continente de Sibara.


Ofelia era uma cidade com grande forte influência hispânica e árabe em seu passado, quando os ventos eram quentes e sua vegetação, abundante. Tudo mudou quando um caçador chamado somente de Kaballah, o mesmo que matou seu pai, matou o demônio do Círculo Menor Lonely. A morte do demônio de gelo transformou a região em uma anomalia climática, transformando-a em uma vasta tundra gélida onde hoje é Sibara.

Lá ele conheceu Offense, um velho amigo demônio de seu pai. Um dos membros do círculo maior, era o terceiro demônio da Ordem do Fogo, perdendo em poder somente para o pai de Grey e Nean, um dos Três Primordiais.

Offense, comovido ao ver o filho de seu velho amigo decidiu ensinar a Grey como controlar seu poder antihumano. Passaram dois anos treinando quase que diariamente naquela cidade abandonada na montanha gelada de Sibara.

Quando Grey estava com 17, sentia que seu poder tinha aumentado exponencialmente. O controle sobre o sangue demoníaco em seu corpo era claramente a maestria de uma nova rma poderosíssima. Offense indicou para Grey ir para o Dojo Suspenso no extremo norte de Sibara, no local onde o frio é tão intenso que até o filho de um demônio da Ordem do Fogo teria dificuldade em se manter aquecido. No Dojo Suspenso, um monge chamado Odayakana. Offense disse não saber como, mas Odayakana era um monge humano que conseguia viver nas temperaturas cruéis do norte de Sibara. Ele era um mestre na arte do combate e da meditação e com certeza o que Grey precisaria a partir daquele ponto para ficar mais forte.

O caminho para o Dojo Suspenso era realmente deprimente. Somente gelo e neve até onde os olhos ardentes de Grey c
onseguiam ver. Se existia vida na região, estava muito bem escondida. Passou cinco dias a pé rumando ao norte pela planície de gelo, até que chegou a uma fenda nos montes gélidos que eventualmetne apareceram depois da planície. Na distância, viu uma montanha e antes dela, o Dojo Suspenso.


Demorou mais meio dia até chegar no Dojo Suspenso, onde se deparou com a grande coluna de concreto que suportava o pequeno dojo e ponte acima. Na coluna, buracos para que os aventureiros que ali chegassem tentassem escalar para o dojo.

Horas depois e algumas quase quedas para a morte, Grey chegou no topo da coluna, vendo o estranho jardim verde e calor emanando do centro do dojo. Ali, diversas flores desabrochavam e verduras, frutas e raízes cresciam fortes. No meio, sentado com um bastão no canto, sentava Odayakana. Um velho senhor de cabelos grisalhos e brancos, com uma longa barba e vestindo um quimono tão simples e surrado que um morador de rua teria roupas melhores.

Ele e Grey nunca trocaram palavras durante o treinamento. Grey não sabia explicar por que, mas ele entendia Odayakana e ele o entendia. Grey treinou três anos com Odayakana sem dialogar, embora seus pensamentos pareciam conversar a cada segundo. Lá aprendeu combate corpo a corpo, com bastão e refinou sua Pyusaiko, Stonehenge, que trocou de forma para uma coluna de metal maciça no lugar do concrete, muito mais fina embora tenha mantido o comprimento. Grey a apelidou de Eiffel a partir desse ponto.

Em sua saída, Odayakana se despediu de Grey falando suas primeiras para o jovem:

"Controle é reprimir aquilo que somos. Aceitação é ter maestria sobre seus poderes. Aceite, nunca controle, jovem"

Com essas palavras, Grey partiu novamente para Magento, agora já com 20 anos e muito mais poderoso que anteriormente.

Desde então, passou suas viagens derrotando demônios cada vez mais poderosos e aprimorando sua técnica de combate, que agora apelidou de Eiffel Jazz.

Descrição psicológica:
Grey em seus 21 anos é um jovem adulto com uma inteligência incrível e uma mente muito bem treinada. Mantém uma inocência e confiança estranha para sua história de vida desde criança, mas agora é um homem muito mais seguro de si do que quando começou sua jornada.

Embora consiga controlar muito bem o seu poder antihumano, ele pode facilmente perder o temperamento contra inimigos malignos e fazer que ele cometa erros crassos no combate.

Também é muito arrogante contra oponentes que considera "ignorantes": os que não tem o nível de conhecimento acadêmico que ele.

Descrição física


Grey possui cabelos negros e uma pele incrivelmente pálida. Seus olhos costumam trocar de cor baseado em quanto do poder antihumano ele está utilizando. Olhos castanho escuro significam que não está o utilizando ou muito pouco, amarelos significa uso grande do poder e vermelhos costumam significar um uso desenfreado do poder.

Ele tem um porte claramente atlético embora não tenha músculos grandes ou nada do gênero. A única coisa que revela o quão dura sua musculatura é acaba sendo um ataque desarmado contra ele

Habilidades

Eiffel Jazz

A evolução do Stonehenge Blues, a técnica aprimorada de Grey é muito mais feroz que a anterior. Enquanto o uso de inércia e vetorização do estilo original era uma necessidade para portar uma espada tão pesada e desengonçada, o Eiffel Jazz utiliza o mesmo princípio para executar golpes devastadores quando necessário. Grey parece dançar com sua espada, dançando com a espada, utilizando seu corpo para fazê-la se mover em padrões assíncronos e confusos para um oponente que luta contra ele.

Seu combate corpo a corpo também ficou muito mais forte no Eiffel Jazz. A espada funciona como escudo para parries, seguidos de golpes físicos baseados no kung fu, judô, hapkido e ninjutsu de Odayakana.

Seus golpes concentrados com a Eiffel são capazes de quebrar uma parede comum.
Seus socos e chutes comuns são capazes de quebrar uma tábua de madeira simples

Técnica Pyusaiko Número 1265 - Tiro Espiritual
Grey encontrou uma das páginas do Tomo das Dez Mil técnicas, a página 1265.
O Tiro Espiritual
é um tiro que sai do dedo indicador de Grey em forma de energia e atinge o alvo com uma força comparável a duas vezes o tiro de um revólver comum, viajando mais ou menos a 2/3 da velocidade de uma bala. O uso extensivo dela enfraquece seu Pyusaiko e lhe gera fadiga.

Técnica Pyusaiko Número 7921 - Pyusaiko Magnet
Grey encontrou outra página do tomo no Dojo Suspenso de Odayakana, a página 7921.
Esta técnica é passiva e cria um laço de magnetismo entre o usuário e seu Pyusaiko. Com essa técnica, Grey pode fazer a Eiffel atraiar seu corpo, fazendo o voar em uma velocidade de até 30km/h até sua Pyusaiko e vice versa.

True Pyusaiko
Grey agora consegue em um segundo desfazer sua Pyusaiko e fazê-la se materializar em sua mão.


Poder Antihumano Real - A Ordem dos Demônios do Fogo
Grey consegue transformar algumas partes do seu corpo em membros completamente demoníacos a vontade. Estes membros tem uma resistência três vezes superior a natural de Grey, além de uma força duas vezes maior. O inimigo que toca esta parte do corpo será incendiado pelo Joy Fire, que se tornou passivo para Grey.

Joy Fire
A técnica agora passiva para Grey é um superaquecimento da sua pele demoníaca. Ao tocá-la, o oponente tem o membro em contato incendiado. Se permanecer alguns segundos assim, é uma temperatura grande o suficiente para queimaduras de segundo grau.

Joy Hellfire
Grey incendia tudo que tocar com o braço energizado de Joy Hellfire em um raio de 5 metros. É capaz de incinerar roupas de algodão comum que ficarem em contato com a área por alguns segundos.

Odayakana Hoho
Abrindo o chakra em seu corpo, Grey consegue duplicar sua força e velocidade, além de se tornar imune a dor durante um período de 1 minuto. Utilizar esta técnica o deixara com metade de seu poder por 1 minuto.

Equipamentos e Itens

Eiffel, Pyusaiko Massiva:

Eiffel é um katana que possui uma viga de metal no lugar de uma lâmina, com 1,50m de "lâmina". Sua empunhadura é branca com faixas pretas cobrindo a parte de aderência da mão. A viga metálica em si é de um tom preto quase carvão.
avatar
bensilva

Mensagens : 13
Data de inscrição : 27/10/2016

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum